Página Inicial     
Fale Conosco     
Quem Somos     

Entenda o que é um plano de cargos e salários

O plano de cargos e salários é um mecanismo eficaz para a retenção de talentos, que pode dar o retorno esperado se estiver alinhado com o mercado de trabalho.

Se você pratica salários muito abaixo ou acima do que o setor paga, certamente terá problemas. É comum também organizações praticarem salários diferenciados para um mesmo cargo, o que não tem lógica.

Num organograma os cargos devem estar alinhados às funções e os salários, segundo o grau de importância de cada cargo.

Cargo indica a posição hierárquica que uma pessoa ocupa e o conjunto de atribuições a ela conferidas. É aquele cargo registrado no contrato de trabalho.

Função é utilizada normalmente para indicar o conjunto de tarefas atribuídas para uma ou mais pessoas, servindo como base para a departamentalização.

Como exemplo de cargos temos Analista Júnior, Analista Pleno e Analista Sênior. Cada nível de cargo deve executar funções distintas. Nesse caso, o Analista Júnior pode desempenhar a função de Recursos Humanos, Analista Contábil e Analista Administrativo.

Ou seja, o Analista Júnior está espalhado por toda organização, executando diferentes funções. Mesmo assim, em um único cargo. O que é possível a partir de uma avaliação das diversas funções que exigem competências semelhantes.

De acordo com especialistas, o estudo de avaliação de cada função é um momento de reflexão, entendimento, conhecimento e consenso entre os integrantes do comitê de avaliação.

A tendência é que haja um enxugamento na quantidade de cargos. Mas não se pode esquecer que não basta pagar salários. É preciso reconhecer os colaboradores de forma justa.

Muitas organizações tratam funções como cargo e lhes atribuem salários distintos, apesar de estarem dentro de um mesmo cargo.

Essa bagunça hierárquica causa problemas sérios e difíceis de corrigir. O realinhamento deve ser feito analisando os ocupantes de cada cargo e vendo a possibilidade de promoções e realocação.

Os cargos estão distribuídos nas diversas áreas funcionais da organização, e cada área funcional tem suas especificidades, o que leva a outra questão: a empresa deve ser dividida por área funcional?

Sim. As áreas funcionais devem ser: Operacional, Administrativo/Técnicos e Executivos, o que permite avaliar de maneira justa os diversos cargos da organização.

O plano de Cargos e Salários, no entanto, pode não trazer o retorno esperado às empresas com empregados que compõem o grupo de elite, que comanda­ setores estratégicos.

Essa etapa requer novo aprendizado para enxergar saídas que realmente satisfaçam essas pessoas especiais. Possivelmente, a saída seja agregar ao salário alguma forma de remuneração variável e benefícios. O caminho é esse.

Rua Joel Jorge de Melo, 608
Fone (11) 5584-8489 | CEP 04128-081 | São Paulo - SP | Desenvolvido por: Tbr Web